segunda-feira, 9 de maio de 2016

{RESENHA} A Breve Segunda Vida de Bree Tanner - Stephenie Meyer

A jovem Bree tem vagas lembranças de sua primeira vida, da vida na qual era uma simples humana, de sua existência antes da imortalidade. Embora, com esforço, consiga obter lapsos das memórias longínquas, cruéis e injustas. Agora, sua percepção sobre o que a cerca é mais sensível, sua visão é aguçada e seus reflexos são velozes.

Clique aqui para ver Crepúsculo.

Inserida em meio a um bando de outros vampiros jovens, vive constantemente em alerta e agindo sigilosamente para não chamar a atenção deles. É puro instinto de autopreservação. Ser um vampiro ainda é uma incógnita para ela. Tudo aquilo que Riley os ensinara como verdade absoluta começa a cair por terra, entra em contradição. Com exceção dela, Diego e Fred, o grupo é estupido demais para se dar conta de que estão sendo manipulados como marionetes ou peões em um jogo que não é deles.
Foto: Lu Garcia

Clique aqui para ver Eclipse.

Ela sabe que o objetivo de Riley ao criar o exército de recém-criados é atacar um clã de vampiros perigosos de olhos amarelos. Mas isso não faz sentido para Bree, as peças não se encaixam, provavelmente há mais por trás dos interesses de quem os criara que não foi revelado. Sua confusão aumenta ainda mais quando ela conhece os tal clã, os Cullen, e não entende como aquela família suporta a proximidade com uma humana com tanto autocontrole. Será possível uma vida diferente daquela violenta que ela aprendeu a levar em Seattle?

Clique aqui para ver Amanhecer.

Minha Percepção - Como já se sabe, esta é a história de Bree Tanner em Eclipse. Ela é uma das vampiras recém-criadas para compor o exercito de Victoria em sua vingança contra Bella pela morte de James. A experiência em lê-lo fora um tanto curiosa e estranha, isso porque temos consciência de seu desfecho final. Não é surpresa o que acontece com ela, inclusive pelo titulo sugestivo, não?

Mesmo sabendo o ponto em que acaba a segunda vida de Bree, foi impossível não pensar em como sua vida teria sido diferente "se"... ou torcer para que ela mudasse o curso de sua trajetória a fim de sobreviver às mentiras de Riley, embora tivesse certeza de que isso não ocorreria. Além de ser realmente triste saber que nunca terá a oportunidade de desfrutar uma vida civilizada como a dos Cullen e de nunca descobrir as respostas para suas dúvidas.

Este exemplar de Stephenie Meyer é pequeno - 190 páginas - e inteiro, quer dizer, sem capítulos ou pausas. É uma narração corrida. A leitura flui rápida e naturalmente, tanto que o fiz em uma tarde. 

domingo, 8 de maio de 2016

{RESENHA} Amanhecer - Stephenie Meyer

Amanhecer é o quarto e último volume da SAGA CREPÚSCULO.

Clique aqui para ver Crepúsculo.

Isabella Swan finalmente cede às condições de Edward para se tornar uma imortal. Uma delas é poder dar presentes - uma coisa que ela detesta por acreditar que a diferença entre os dois se expande ainda mais. Para a garota, tudo estaria perfeito não fossem duas coisas: primeiro, seu melhor amigo, Jacob, está desaparecido e Bella se sente responsável por isso; segundo, uma das exigências de Edward é casar, sendo que a garota tem aversão por esta palavra...

Clique aqui para ver Lua Nova.

No entanto, ela também tem as suas imposições, tais como, passar a noite de nupcias normalmente, como humana - ela não quer perder nada do mundo mortal; ser transformada após a lua de mel - ela não quer desperdiçar a viajem se retorcendo de dor. E tudo está completamente em ordem e de acordo com as vontades do casal até Bella passar mal e perceber que sua barriga aumentou, levemente, de tamanho.

Foto: Lu Garcia

Edward entra em choque com a notícia da gravidez, desesperado, cancela o passeio e volta para Forks. O garoto quer que Carlisle faça um aborto da "coisa" que está dentro da amada, antes que isso a mate. Mas Bella, teimosa, pede auxilio para Rosalie e insiste que terá aquele filho, ignorando o perigo tanto para a própria vida quanto para a vida das pessoas em geral, pois ela está ciente sobre as incontroláveis crianças imortais.

Clique aqui para ver A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.

Minha Percepção - Amanhecer é a conclusão de Stephenie Meyer para a série de vampiros. Neste livro, tudo aquilo que é esperado pelo leitor, e muito mais, acontece, inclusive situações citadas nos títulos anteriores, e até mesmo neste, fazendo-o ser o maior volume da quadrilogia.

Outro motivo para este exemplar ser mais extenso é o modo de narração apresentado pela escritora. Aqui, ela o dividiu em três partes, sendo duas delas contadas por Bella e a outra por Jacob. Li algumas criticas quanto a esta ideia, até mesmo desmerecendo as partes onde Jake expões suas emoções, sensações e pensamentos. O que, sem dúvida, discordo. Afinal, o personagem dele ganhou força em Lua Nova e, principalmente, em Eclipse. Então, nada mais justo do que ter sua cota para desabafar e permitir que o legente o conheça melhor.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

{RESENHA} Eclipse - Stephenie Meyer

Uma onda de homicídios sem solução está aterrorizando Seattle. Pessoas desaparecem todos os dias e a polícia local acredita se tratar de ataques de gangues. Alice têm uma visão que esclarece esses fatos e que deixa Edward apreensivo. A partir disso, ele insiste que Bella deve fazer uma visita à mãe na Flórida. A garota desconfia dessa atitude do namorado em querer tirá-la de Forks, principalmente por ele demorar a revelar a visão da irmã.
Embora tenha se afastado de Bella e declarado que a amizade entre eles é impossível enquanto ela estiver andando com um "bando de sanguessugas", Jacob a procura preocupado na escola e ela acaba descobrindo que é, indiretamente, a culpada pelos assassinatos em Seattle.
Foto: Lu Garcia

A verdade é que Victoria não desistiu de sua vingança pela morte de James. Mas, desta vez, ela se prevenira e se preparara pacientemente. Sabendo que nunca atravessaria sozinha a barreira protetora de Bella, composta pela família de vampiros e pela alcateia dos garotos quileutes, ela decide formar um exército de recém-criados para caçar a humana. E a vida de Bella, que parecia um pouco mais normal - dentro do possível - cujos problemas eram apenas o ciúme do namorado e o amor platônico de Jacob, volta a ser ameaçada por um inimigo cruel.

Clique aqui para ver Amanhecer.

Minha Percepção - Diferentemente dos dois títulos anteriores, Eclipse é o marco definitivo para o provável futuro de Isabella Swan, pois é aqui que Stephenie Meyer faz mil e uma promessas sobre o casal e enche o leitor de expectativas até chegar em Amanhecer. Neste volume também podemos descobrir como a menina se sente em relação a sua realidade. Embora ela esteja convicta de que não poderia viver sem Edward, questiona pela primeira vez como seria sua existência ao lado de Jacob, sem precisar mudar sua essência e ter tudo aquilo que sempre desejou. Logo no inicio conclui-se que o foco da trama é o triangulo amoroso formado por uma humana, um vampiro e um lobisomem. E ainda assim, a escritora consegue construir uma convivência civilizada entre os envolvidos (uma relação assim entre três humanos é muito mais nociva).

Clique aqui para ver A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.

Edward age de um modo muito maduro e altruísta, mesmo sentindo muito ciúme ele controla esse sentimento para não magoar Bella. Acho esse comportamento do vampiro muito nobre e confesso que não teria a mesma ombridade, não suportaria tudo da forma como ele suportou. Claro que fora a decisão dele de ir embora de Forks que culminou na aproximação de Jacob e Bella, sendo assim ele terá que lidar com isso. Também tenho admiração por Jake ser tão persistente e compreensivo com a garota, sei que ele se aproveita da situação para "sacanear" Edward, mas este também o faz.

Outra coisa que acho bem legal neste livro é a história que conta como Jasper e Rosalie tornaram-se imortais. Além de mais lendas quileutes como a da "terceira esposa". E eu não poderia finalizar a resenha sem mencionar que os Volturi dão o ar da graça outra vez e isso abre uma brecha para que Stephenie Meyer escreva sobre a recém-criada Bree Taner cujo Carlisle tenta salvar do clã italiano.


quinta-feira, 5 de maio de 2016

{RESENHA} Lua Nova - Stephenie Meyer

Bella está completando 18 anos de idade, mas não sente-se nem um pouco animada com isso. O que é uma data esperada por muitos adolescentes para ela é um tormento. E é compreensível este sentimento de ansiedade vivido pela garota, pois, tecnicamente, ela é mais velha do que Edward. Como se não fosse suficiente este fato, ele é relutante em torná-la uma imortal como os demais Cullen. Desse modo, ela teme envelhecer enquanto o namorado permanece com a aparência jovem.

Clique aqui para ver Crepúsculo.

Foto: Lu Garcia

Clique aqui para ver Eclipse.

Alice, extrovertida, agitada e exagerada, ignora os pedidos da cunhada sobre comemorar o aniversário e arma uma "festinha" na casa da família Cullen. Bella, desastrada e desengonçada, corta o dedo ao abrir um dos presentes. O cheiro do sangue deixa Jasper descontrolado e ele avança na direção da garota.

Clique aqui para ver Amanhecer.

Após o incidente, Edward fica convencido de que o melhor para Bella é mante-la afastada. Então, ele muda-se de Forks com toda a família a fim de proteger a amada. Ela fica arrasada, tem pesadelos todas as noites e sua amizade com Jacob fica cada vez mais intensa.

Clique aqui para ver A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.

Minha Percepção - Após Bella e Edward terem enfrentado um vilão como James no primeiro livro e, finalmente, assumido o namoro e o amor que sentem um pelo outro, Meyer surge com o segundo volume apontando novas dificuldades, pondo à prova o relacionamento do casal. Problemas são normais em qualquer relação amorosa, porém aqui as consequências e os desafios são muito maiores, pois o envolvimento entre uma humana e um vampiro trata-se de um elo frágil. Edward toma a difícil decisão de abandonar quem mais ama por acreditar que a própria família pode representar perigo a vida de Bella.

O que ele não sabe, no entanto, é que a ligação entre os dois já culminou em tudo aquilo que poderia. E ela não ficará segura sem ele, pelo contrário ficará só e desprotegida. A sorte da garota é poder contar com um amigo tão fiel e leal como Jacob e os outros meninos de La Push, pois eles tem um segredo em comum que Bella descobrirá mais cedo ou mais tarde.

Outro fato importante em Lua Nova é a apresentação dos Volturi ao leitor. Eles compõe um clã de vampiros italianos que são uma espécie de governantes. São uma família real muito antiga e poderosa. Além disso, a presença de Victoria é iminente e ameaçadora. Ela quer vingar-se em Bella pela morte de seu parceiro James...

segunda-feira, 2 de maio de 2016

{RESENHA} Crepúsculo - Stephenie Meyer

Crepúsculo é o primeiro livro da série de vampiros criada por Stephenie Meyer. Narra a história conturbada de amor entre Bella e Edward.

Isabella Swan decide morar com o pai, o chefe de policia Charlie, em uma cidadezinha chamada Forks. Ela odeia aquele lugar: é frio, úmido, nublado, chuvoso e raramente consegue-se ver o céu por lá. Porém, ela abre mão da quente e ensolarada Phoenix para que sua mãe, Renée, possa ser mais feliz, pois o marido dela é jogador e viaja constantemente. Logo, a presença de Bella obriga a mãe a ficar em casa em vez de ir com Phil.

Foto da Capa: Lu Garcia

Clique aqui para ver Lua Nova.

Bella sente-se muito desanimada e sabe que o dia seguinte será ainda pior, isso porque provavelmente todos em Forks já devem estar sabendo de sua chegada, ela será o centro das atenções, a "garota nova" da escola. Ela já imagina a dificuldade de passar despercebida em um colégio com pouco mais de 300 alunos. No entanto, as expectativas de Isabella Swan começam a mudar quando ela conhece Edward Cullen e os irmãos. Talvez a mudança não seja tão terrível quanto parece. Forks, agora, mostrou que pode ser um lugar interessante para se viver...

Clique aqui para ver Eclipse.

Mas sua primeira decepção ocorre na aula de biologia cujo garoto misterioso é seu companheiro de atividades. Ele comporta-se de maneira rude, sentando-se o mais afastado possível dela, como se sua presença o incomodasse. Além disso, sai apressadamente assim que a aula acaba. Mais tarde, Bella o surpreende na secretaria tentando trocar seu horário de biologia. Edward não consegue fazer a troca e some da escola por uma semana.

Clique aqui para ver Amanhecer.

Quando Edward finalmente retorna as aulas, seu comportamento é extremamente diferente do inicio. Agora ele mostra-se solicito e educado com a colega. Os dois aproximam-se ainda mais quando ele a salva de um atropelamento que provavelmente teria sido fatal. Mas a forma com que se deu esse salvamento acaba chamando a atenção de Bella para um segredo que Edward e a família mantém a muitos anos escondido.

Clique aqui para ver A Breve Segunda Vida de Bree Tanner.

Minha Percepção - Antes de ler o livro assisti ao filme da série que leva o mesmo nome. Lembro que o trailer não me surpreendeu muito mas ouvi falar tanto da saga que resolvi assisti-lo. E o resultado não poderia ser outro: fui contaminada com o "vírus de Meyer". Então, corri logo para ver os demais filmes que já haviam sido lançados, com exceção de Amanhecer, que veio mais tarde. A saga completa ganhei como presente de aniversário de casamento e amei muito!! Como trabalhava fora a semana inteira, li os quatro volumes em seis meses. O último exemplar fora o único que li antes de ver o filme.

Aqui, a escritora preocupa-se em descrever os personagens que fazem parte da trama pois a maioria deles estará presente nos demais títulos da quadrilogia. Jacob aparece um pouco tímido e descrente em relação aos "frios" e até mesmo a possível descendência de lobos. Neste livro o leitor toma ciência dos primeiros desafios e conflitos que uma relação amorosa tão incomum pode gerar, como no momento em que James ameaça a vida de Bella e começa a persegui-la a qualquer custo.

Recomendo com certeza a Saga Crepúsculo, tanto os livros quanto os filmes. Posso dizer que ela esta entre meu top 10 de séries favoritas. Acho muito interessante as histórias em paralelo que Stephenie Meyer insere no romance, como as lendas da tribo quileute. Quanto aos personagens fico em dúvida para eleger um preferido: Carlisle além de médico excepcional é um excelente chefe de família, íntegro, culto e de bom caráter enquanto Alice é maluca, autentica, espontânea e muito engraçada (adoraria te-la como irmã ou BFF). Em relação ao cinema, não houve nada que tenha me desagradado pois o roteiro ficou o mais fiel possível com a criação da escritora, exceto por um ou outro ajuste necessário.