sexta-feira, 7 de abril de 2017

{RESENHA} Os Instrumentos Mortais: Cidade das Cinzas - Cassandra Clare

Clary ficou sabendo de algumas histórias sobre o passado da mãe, coisas que ela não queria aceitar, como o parentesco com Jace e Valentim, seu irmão e seu pai, respectivamente. Viver sua vida de antigamente, ser uma mundana como sempre fora, era tudo o que ela gostaria, mesmo sabendo que isso é impossível, principalmente por fazer parte do Mundo das Sombras... Ela não só detesta como também não reconhece o impiedoso ex-Caçador de Sombras como pai, e esse nem é um problema considerando que sua mãe está em coma e que combate com todas as forças os sentimentos românticos pelo próprio irmão...

Clique aqui para ver Cidade dos Ossos.

Foto: Lu Garcia

Clique aqui para ver Cidade de Vidro.

Jace Wayland (ou melhor, Morgenstern) também tem seus infortúnios, descobrir que é filho de Valentim não é o pior deles, embora sejam consequências deste fato. A relação com a mãe adotiva , Maryse Lightwood, anda tensa, ela o acusa de saber que nunca fora um Wayland e de estar servindo como um espião a Valentim nos últimos sete anos. Também por esta novidade, a Clave encarrega a Inquisidora Imogen Herondale para investigar o garoto e puni-lo no caso de cumplicidade com o pai. Será que elas tem razão?

Clique aqui para ver Cidade dos Anjos Caídos.

Não fosse o bastante, alguém está matando e drenando o sangue de jovens do Submundo. Mas quem está fazendo isso, será Valentim, que os abomina tanto quanto aos demônios? Qual o objetivo do assassino? É possível que estas mortes estejam relacionadas com o roubo do segundo Instrumento Mortal, a Espada da Alma? Cassandra Clare mostra (já mostrou) que nada é impossível no Mundo de Sombras...

Clique aqui para ver Cidade das Almas Perdidas.

Minha Percepção -  Pois é galera, Cidade das Cinzas é um livro bom, o qual o enredo se desenvolve sem resolver muita coisa, quero dizer, temos os fatos sobre Valentim, Jace, Clary e Jocelyn estáveis, ou seja, não muda tanto em relação ao primeiro livro. O que há de original é o roubo da Espada, a visita que os garotos fazem a Corte Seelie (Rainha das Fadas) mesmo que seja perigoso, o inferno que a Inquisidora transforma a vida de Jace (me lembrou uma versão menos malvada da Dolores Umbridge do Harry Potter: #QueÓdio sabe?) e a evolução dos poderes dos "experimentos de Valentim" como a Rainha Seelie se refere a Jace e Clary; sei lá o que ela quis dizer com isso... Provavelmente descobriremos no próximo título.

Clique aqui para ver Cidade do Fogo Celestial.

HORA DO SPOILER - Se você ainda não leu a série, é melhor parar por aqui, ok?

Só eu reparei no comportamento da Inquisidora em relação a Jace durante a batalha no navio logo após ela visualizar a cicatriz no ombro do garoto?? Eu não acredito que sua atitude tenha sido por pena do rapaz, uma vez que Valentim não faz a troca; e nem por remorso por ter se equivocado. Tem coisa ai...