Páginas

terça-feira, 5 de abril de 2016

{RESENHA} Inferno - Dan Brown

"Os lugares mais sombrios do Inferno são reservados
àqueles que se mantiveram 
neutros em tempos de crise moral."

O renomado professor e simbologista da Universidade de Harvard, Robert Langdon, acorda desorientado num hospital em Florença sem entender como fora parar ali. Ele não consegue se recordar dos acontecimentos das últimas 36 horas e nem porque há um ferimento à bala em sua cabeça. Quando acredita serem essas as únicas surpresas, é atacado por uma mulher dentro do hospital mas escapa com a ajuda da médica Sienna Brooks.



Clique aqui para ver Anjos e Demônios - Dan Brown.

Mas nada é tão ruim que não possa piorar... Isso mesmo! Robert liga para o consulado americano pedindo ajuda mas ao invés de proteção o governo envia alguém para mata-lo.

Foto: Lu Garcia

Sienna acredita ter descoberto porque querem livrar-se do professor: escondido no bolso de seu paletó, há um objeto cilíndrico de metal com um desenho impresso. Como estudioso de iconografia, Langdon reconhece o desenho, imediatamente, como sendo o simbolo que alerta para "risco biológico". É um tubo usado para transportar substâncias biológicas perigosas. Porém dentro dele, ao invés de um vírus letal, há uma imagem da obra de arte conhecida como "O Mapa do Inferno" de Botticelli, pintura inspirada no Inferno de Dante.


Minha Percepção - Como pode-se concluir, Dan Brown baseou-se no Inferno de Dante para escolher o título de sua própria obra. Mais do que isso, esta parte da Divina Comédia está presente durante o enredo todo do livro. Conforme os capítulos passam descobrimos que nem tudo é o que parece... O autor sabe lançar mão de artimanhas que nos convencem de que estamos julgando os fatos corretamente, mas eis que no desfecho final ele nos prova que as aparências enganam e que estávamos errados o tempo todo.

Na minha opinião é um livro bem interessante, principalmente se você já for um leitor assíduo do Dan Brown ou que já esta habituado as manias do professor Langdon. Se você não gostou de títulos anteriores do autor, dificilmente ira gostar deste, pois a fórmula é a mesma das demais: segredos, intrigas, pistas cifradas, contexto religioso, fatos históricos, fugas, monumentos e obras de arte. Ah e o fato - um pouquinho irritante - do professor se interessando por toda mulher que o auxilia em cada aventura...

Sobre o filme: É bom, mas (de novo) fizeram mudanças q não gostei - o final não é como no livro - e, sinceramente, o desfecho de Dan Brown foi muito mais surpreendente...